sexta-feira, 19 de abril de 2013

Dicas sobre como escolher e usar o creme dental

“Dentes brancos e hálito puro”. Esta é uma das expressões mais usadas nos comerciais de creme dental, incentivando o público a consumir uma determinada marca.  Mas afinal, qual a importância dele na limpeza dos dentes? Como escolher o creme mais adequado entre tantas opções oferecidas pelo mercado?
O creme dental quando aplicado corretamente com a escova, limpa os dentes, remove a placa bacteriana, confere polimento às superfícies e restaurações dentais e, de quebra, combate o mau hálito. É preciso escovar os dentes bem e fazer do creme dental um aliado, assim o resultado será o mais benéfico. Afinal, dentes bem cuidados são um dos sinais mais evidentes da boa saúde bucal.
 Hoje, as alternativas em cremes e géis dentais disponíveis nas prateleiras são inúmeras, mas a melhor orientação de qual será o produto indicado vem do dentista. É ele que vai dizer qual pasta agrega os principais componentes para atender as necessidades do paciente.
Qual a diferença entre creme dental e gel dental?
Posso estar enganado, mas em minha opinião são apenas texturas diferentes. Assim como o sabonete em barra e o líquido, depende de sua preferência, mas não há distinção na ação ou no resultado da escovação.
Como funcionam e quais os tipos de pastas clareadoras? Existem contra-indicações?
Em geral, os cremes dentais que se dizem "clareadores" contém pigmentos brancos que "colorem" os dentes deixando-os temporariamente mais brancos. O clareamento dental deve ser feito em consultório odontológico quando indicado pelo dentista. Clique aqui e leia o post sobre clareamento dental (link 1 e link 2).
Crianças podem usar pasta de dente?
Podem e devem! Porém, para os bebês e crianças até quatro anos, o ideal é que se use pasta de dente sem flúor, uma vez que até os quatro anos a criança não tem controle do bochecho e pode acabar por ingerir o flúor, acarretando fluorose (manchas definitivas no esmalte dentário).
Vão aqui algumas dicas:
O creme dental ideal precisa conter flúor  
As pastas de dente têm como ingredientes principais: um abrasivo ou um agente de polimento (normalmente representados pelo Carbonato de cálcio ou Bicarbonato de sódio); um espumante ou detergente (Lauril Sulfato de Sódio); um umectante (Glicerina); um edulcorante (Sorbitol); um  solvente (Água e álcool etílico), um flavorizante e um agente terapêutico (Fluoreto de sódio).  Além disto, alguns fabricantes adicionam outras substâncias ao creme dental e criam propriedades antiplaca, antitártaro e clareadores, entre outras, que devem ser indicadas pelos dentistas em casos específicos. Diante de tanta variedade, o fundamental na escolha é que o creme dental contenha flúor (exceção feita a crianças menores de 6 anos que não sabem cuspir).
Fique de olho no nível de abrasividade
Existem cremes dentais de vários graus de abrasividade. O abrasivo é o responsável por promover uma micro abrasão no esmalte dos dentes, proporcionando assim, uma limpeza mais eficiente e o polimento dental. O abrasivo limpa mais, pois risca o esmalte removendo pigmentações que o creme dental comum não consegue. No entanto, a superfície do esmalte fica cheia de rugosidades e riscos retendo mais a pigmentação dos alimentos, já que a superfície não é mais lisa. Estes danos começam a ser notados em longo prazo, caso o uso seja contínuo. Para saber se o creme dental é muito abrasivo, coloca-se uma pequena porção de creme dental entre dois dedos a fim de sentir a consistência do produto. Se a sensação for a de estar tocando em grãos de areia, descarte o seu uso.
Em caso de dentes sensíveis, utilize creme dental adequado e procure orientação especializada de um dentista
Os cremes para dentes sensíveis possuem como ingredientes ativos, além do Fluoreto de Sódio, o Nitrato de Potássio, o Citrato de Potássio ou o Cloreto de Estrôncio associados ou não. Na hipersensibilidade, por ocasião da interação de diversos fatores, os tecidos que recobrem a raiz dos dentes são degradados, expondo desta maneira a dentina. Quando a raiz do dente fica sem proteção, milhares de canalículos que compõe a dentina ficam expostos e sujeitos às agressões do meio externo como calor, frio ou pressão. A todos estes estímulos, o nosso dente responde com dor. Estes elementos citados (que fazem parte da composição química do creme dental) obstruem a entrada destes canalículos evitando, assim, que estes estímulos sejam interpretados como dor. Em muitos casos, o uso destes cremes podem até amenizar o quadro inicial, porém em outros casos é necessário um recobrimento físico desta área exposta, bem como medidas mais eficazes de tratamento. 
Muitos são os pacientes que relatam fazer o uso deste tipo de pasta sem ter necessidade, pois não tem sensibilidade. Nesses casos pergunto: você tem o hábito de tomar remédio para dor de cabeça quando não tem dor de cabeça? Essas pastas são “remédios” para pessoas portadoras de sensibilidade dental.
Coloque pouco creme dental na escova
A pasta de dente deve ser usada em pequenas quantidades, pois a espuma excessiva dificulta a correta higienização dos dentes. A quantidade certa está mais para um grão de feijão. Esqueça aquela onda de pasta de dente em cima da escova nas propagandas!
O creme precisa da companhia de uma boa escova dental  
A verdadeira responsável pela remoção da placa bacteriana é a escova dental. O creme dental atua como coadjuvante e a efetividade da remoção de placa passa a ser maior quando ele é usado em parceria com a escova. Embora o creme dental não seja indispensável para a remoção de placa, sua importância para garantir a limpeza e o polimento dental é comprovada. (clique aqui e leia o post sobre como escolher escovas de dente)
Muitos dos pacientes que chegam ao consultório com higiene dental inadequada relatam o seguinte: “mas doutor, eu uso sensodyne (ou qualquer outra pasta de dentes cara)!”
Vale ressaltar que o que limpa o dente é a escovação adequada associada ao uso do fio dental. Tenho o hábito de orientar meus pacientes da seguinte maneira: iniciar a escovação SEM pasta de dente (escovar todos os dentes e língua), fazer o uso do fio dental e após isso proceder a escovação COM pasta de dente, desta forma não ficamos com a falsa sensação de limpeza que a pasta de dentes nos provoca. Gente, pasta de dentes não faz milagre!!! Não espere que ela vá desintegrar a sua placa dental...
Lembre-se: em caso de dúvidas, procure a orientação de seu dentista!